8 dicas para escolher fornecedores de produtos médicos hospitalares

4 dicas para escolher fornecedores de produtos médicos hospitalares
6 minutos para ler

Uma infraestrutura adequada é essencial para que uma equipe médica possa oferecer seu melhor atendimento. Por isso, a escolha dos fornecedores de hospitais especializados em produtos médicos exige muito cuidado. É indispensável buscar por empresas que ofereçam o melhor custo-benefício em longo prazo.

Clínicas e hospitais não podem ficar parados por conta de produtos de má qualidade que sempre apresentam defeitos ou param de funcionar. Dessa forma, o cuidado na contratação das empresas que oferecerão esses equipamentos precisa passar por etapas minuciosas.

Neste post, vamos listar 8 dicas para que esse processo seja mais preciso. Confira todas elas a seguir!

1. Verifique os produtos oferecidos e a qualidade na entrega

Um desfibrilador que não seja bem calibrado pode custar a vida de um paciente e gerar desconfiança em todo o processo de atendimento. Assim, avaliar a qualidade dos produtos médico-hospitalares oferecidos pelo fornecedor é o ponto de partida. As marcas e as certificações seguidas pela empresa são extremamente relevantes no processo de escolha.

A entrega é outro item essencial. De nada adianta ter um monitor de alta qualidade, mas que chega ao hospital com rasuras ou com um mês de atraso. A cobertura territorial do fornecedor também é determinante para saber se será de fácil acesso no caso de necessidade. É preciso ter confiança em todo o andamento da compra.

2. Faça uma cotação de preços entre fornecedores de hospitais

Cotar preços não significa buscar meramente o mais barato. A questão é descobrir qual fornecedor tem o melhor produto hospitalar com o valor mais justo. Cabe ao gestor avaliar as necessidades da instituição e estabelecer um orçamento. A partir daí, a busca deve envolver qualidade, atendimento, entrega e também garantia.

Vale considerar, ainda, a modernidade dos produtos. Um bisturi elétrico é mais caro do que um convencional, mas traz benefícios extras. Um fornecedor capaz de oferecer inovações tecnológicas exige um investimento mais alto e a cotação ajudará a considerar o custo-benefício da compra. Busque preços competitivos e estabelecimentos dispostos a negociar.

3. Avalie a margem de negociação

Antes de começar a sua pesquisa para encontrar os melhores produtos e fornecedores, é importante traçar metas e entender as suas reais condições. Se você tem um orçamento apertado, será altamente vantajoso encontrar uma empresa mais flexível e que esteja aberta às suas propostas.

Para isso, você precisa ter em mãos informações adequadas, como os produtos necessários, o orçamento máximo e as condições de pagamento. Isso vai garantir melhores argumentos e aumentar suas chances de êxito.

Na maioria dos casos, os contratos mais longos e volumosos rendem acordos melhores. Portanto, antes de começar as tratativas, avalie a sua margem de negociação e entenda até onde poderá chegar. Afinal, uma boa composição deve ser positiva para os dois lados, não é mesmo?

4. Pesquise a reputação e a experiência da empresa

Quando se fala em produtos hospitalares, existem normas nacionais e internacionais que precisam ser levadas em consideração. Por isso, sempre busque informações sobre:

  • a preocupação do fornecedor com padronagens;
  • o conhecimento em normas do tipo ISO;
  • a experiência em manutenções preventiva e corretiva;
  • tipo de treinamento que é possível oferecer para cada aparelho.

A reputação de um fornecedor perante seus clientes funciona como um importante nivelador de confiança. Empresas de alto nível são fundamentais para o bom andamento de uma clínica ou instituição.

Portanto, vale a pena pesquisar bastante! Você pode consultar outros clientes, visitar sites especializados e até mesmo dar uma olhada nas redes sociais da empresa. Se houver tempo hábil, experimente firmar um contrato menor para ter uma amostra do serviço antes de investir em um acordo maior.

5. Avalie o serviço pós-venda e o suporte oferecido

Um equipamento hospitalar precisa de cuidados especializados regularmente. Além da compra em si, é preciso se preocupar também com o suporte técnico adequado. Para isso, é imprescindível considerar empresas, por exemplo, que ofereçam serviços de calibragem e regulação. Será uma facilidade relevante ter esse tipo de apoio diretamente de quem vendeu o produto e sabe tudo de sua origem e do funcionamento.

6. Considere o custo-benefício para o hospital

Comprar equipamentos hospitalares vai além de selecionar o melhor produto pelo menor preço. Nesse caso, o custo-benefício envolve também o atendimento, o suporte, a eficiência na entrega e a acessibilidade dos fornecedores.

Não adianta comprar o produto com o fornecedor mais barato se ele não apresenta qualidade no seu atendimento. Você precisa ter a segurança de um bom suporte para solucionar problemas eventuais. Nessas ocasiões, pode valer mais a pena pagar um pouco mais, mas evitar dores de cabeça no futuro.

Na hora de avaliar o custo-benefício para o hospital, pense de maneira global e a longo prazo. Um cálculo positivo deve compreender um bom equilíbrio entre logística, atendimento, custos e retorno sobre os investimentos realizados.

7. Pergunte sobre os programas de fidelização dos clientes

Programas de fidelização de clientes são uma boa maneira de recompensar aquelas pessoas que estão com a empresa desde o começo. Por isso, é sempre interessante perguntar aos fornecedores se eles oferecem algum benefício para seus clientes regulares. Afinal, se você pretende estabelecer uma relação de confiança e de longo prazo com eles, nada mais justo do que receber alguns benefícios em troca, certo?

8. Avalie o contrato de maneira cuidadosa

Depois de finalmente encontrar o fornecedor perfeito para a situação, está na hora de formalizar a negociação por meio de um contrato. Muitas empresas têm uma minuta pré-organizada que você precisa avaliar com cuidado.

Observe se os preços, prazos e reajustes são condizentes com os termos acordados e preste atenção nas hipóteses de rompimento do contrato. Logo, peça a opinião de um advogado e só assine o documento quando estiver certo de que está correto. Não se esqueça de que, no futuro, esse contrato protegerá você de eventuais problemas. E é baseado nele que todas as partes deverão se comportar.

Agora que você já descobriu o que avaliar na hora de escolher seus fornecedores de hospitais, saiba que o mais importante é encontrar uma empresa com credibilidade no mercado. Sempre busque referências e invista em qualidade. Não basta o preço ser bom, você precisa ter tranquilidade e eficiência.

O que você achou dessas dicas? Conte para a gente, nos comentários, se você tem mais itens para adicionar a essa relação e ajude outras pessoas a fazerem melhores escolhas!

Você também pode gostar

Deixe um comentário