Entenda a importância do reanimador manual!

Entenda a importância do reanimador manual!
6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Em algumas situações de emergência, como afogamentos e parada cardíaca, é muito importante contar com equipamentos adequados que auxiliam na sobrevivência da vítima. Com a ferramenta ideal e profissionais capacitados para prestar socorro, é possível salvar a vida de alguém em poucos minutos.

Um desses recursos é o reanimador manual, que tem um papel fundamental durante a assistência. Ele é importante para manter o paciente estável até a chegada do socorro, fornecendo a ventilação necessária no momento e auxiliando na respiração.

Se você quer entender a importância do reanimador manual e quais são as principais características dessa ferramenta, continue a leitura do post e acompanhe!

O que é um reanimador manual?

De maneira simples, o reanimador manual substitui o famoso método boca a boca, isto é, consiste no mesmo objetivo, mas é automatizado.

Ele utiliza a mesma técnica, que é fornecer a ventilação suficiente para que o paciente tenha um atendimento rápido e eficiente, o que pode preservar a vida dele até que seja realizada uma assistência hospitalar com recursos mais avançados.

Como comentado, esse equipamento é usado em alguns casos, tais como:

  • afogamentos;
  • parada cardíaca;
  • infarto;
  • apneia.

Essas são algumas situações comuns em que o reanimador manual tem grande importância, pois sabemos que são problemas em que o uso do tempo influencia na saúde e na recuperação da vítima. Dessa maneira, em qualquer transtorno que resulte em uma parada cardiorrespiratória, há a possibilidade de utilizar o item.

Assim, o reanimador manual tem como principal função oferecer ventilação por meio da pressão positiva e garantir o salvamento em um suporte inicial. Pode servir como um complemento de massagens cardíacas, sendo que os dois procedimentos ajudam na ventilação.

Quanto às características técnicas, ele é composto por uma válvula unidirecional bico de pato, reservatório, válvula para o reservatório e, também, por uma máscara facial. Todos esses itens são indispensáveis durante o atendimento e precisam ser usados de forma adequada para ter um bom resultado. Do contrário, todo o esforço pode tornar-se em vão e, por fim, prejudicar a saúde da vítima.

Em relação às máscaras, elas estão disponíveis em tamanhos variados, como adultos, adolescentes e a versão infantil.

Qual a sua importância?

Além disso, ele apresenta algumas vantagens quando comparado à técnica boca a boca. Logo, um dos principais aspectos é justamente o contato físico direto, que é eliminado com o uso desse equipamento. Isso, por sua vez, minimiza os riscos de infecção ou de qualquer outro problema que venha a ser causado pelo método de reanimação.

O método boca a boca, por exemplo, ainda que seja eficiente, pode ocasionar doenças por causa de secreções ou, até mesmo, de sangue.

Outros fatores são o aumento da capacidade de oxigênio no reanimador manual e, também, a facilidade de uso.

Powered by Rock Convert

Há praticidade durante a utilização, já que é possível ajustar a cinta elástica, por exemplo, de acordo com a vítima que está sendo atendida, o que aumenta as chances de sucesso da reanimação.

A válvula unidirecional do reanimador manual também é outro fator positivo, pois ela garante que o ar seja direcionado diretamente para o pulmão da pessoa. Isso auxilia para que o ar não retorne, ou seja, seja desperdiçado e, consequentemente, não resulte no efeito esperado com o processo de ventilação.

Ele é recomendado para alguns locais, como UTI, salas de emergência, ambulâncias, Corpo de Bombeiros e assim por diante.

Dessa forma, fica claro que ele é uma ferramenta essencial para situações emergenciais, sendo necessário, principalmente, para profissionais que atuam nessa área, como médicos e socorristas.

Quais são os tipos de reanimador manual disponíveis?

Para você fazer uma boa aquisição ao escolher um reanimador manual, é preciso entender quais são as possíveis opções no mercado e quais são as diferenças entre cada uma delas. Com isso, fica mais fácil compreender que funcionalidades são oferecidas e qual utilizar em cada situação.

Não há diferenças expressivas entre os reanimadores manuais, sendo que os modelos podem ser divididos considerando o estágio em que o paciente se encontra. Assim, quanto aos tipos, temos:

  • neonatais;
  • pediátricos;
  • adultos.

Observamos que é importante que o reanimador seja adaptado para a idade da vítima, com o objetivo de ter o melhor resultado possível. Levando em conta esses pontos abordados acima, o equipamento conta com apenas algumas variações relativas a tamanho, por exemplo.

Contudo, também existem diferenças associadas aos materiais. Uma delas é a opção em silicone autoclavável, que oferece mais praticidade ao fazer a limpeza e a higienização do item. Há também a alternativa de investir em um modelo de vinil, que também é bastante comercializado.

O que é o reanimador manual do tipo ambú?

O reanimador manual do tipo ambú é bastante conhecido, e muitos podem associá-lo com o próprio equipamento. Sendo assim, essa é uma dúvida recorrente entre aqueles que usam o recurso. No entanto, o nome se refere a uma marca que se tornou referência no setor hospitalar, como tantas outras que também são relacionadas de maneira recorrente com o produto que comercializam.

Portanto, é comum que profissionais da área utilizem o termo para identificar o item de reanimação e que as pessoas façam essa associação, mesmo que ambú e reanimador manual, na prática, tenham a mesma função.

O reanimador manual é um importante item de primeiros socorros e, por isso, é tão necessário para médicos e socorristas que fazem esses atendimentos. Afinal, em caso de emergência, ter os equipamentos adequados em mãos pode salvar vidas. Assim, esse recurso também apresenta vantagens se compararmos ao método boca a boca, pois ele é automatizado, mais eficiente e, ainda, reduz significativamente os riscos de infecções. Além disso, há mais de um tipo desse equipamento disponível no mercado. Sendo assim, é importante que você verifique os prós e contras de cada um deles e analise qual é o mais recomendado para o seu caso.

O reanimador manual “tipo ambú” fornecido pela DIMAVE reúne determinados aspectos, como funcionalidade, segurança e eficiência, que são fundamentais para um bom atendimento!

O que você achou da leitura? Assine também a nossa newsletter para não perder nenhuma atualização. Fazendo isso, você receberá todas as novidades direto em sua caixa de entrada!

Você também pode gostar

Deixe um comentário