Equipamento médico quebrou: o que fazer nesse caso? Saiba!

Equipamento médico quebrou o que fazer nesse caso
7 minutos para ler

Uma característica que podemos estabelecer para os sistemas modernos de prestação de cuidados à saúde é o uso universal de tecnologias médicas. Em termos gerais, o diagnóstico, o monitoramento, o tratamento e a reabilitação dependem de tecnologias médicas complexas e sofisticadas.

Nos dias atuais, os sistemas de prestação de cuidados de saúde têm como foco principal o paciente, que está no centro de uma complexa rede de médicos, equipamentos e outros elementos do sistema.

O equipamento médico traz consigo benefícios e problemas associados. O problema que mais chama a nossa atenção é a manutenção. A assistência prestada aos equipamentos envolve todas as atividades relacionadas ao fornecimento de um nível adequado de serviço e à limitação do tempo de inatividade dos dispositivos nas instalações. Em conceitos gerais, falamos de manutenção dos equipamentos como sendo a manutenção preventiva e a manutenção corretiva deles.

Neste post, falaremos sobre a importância da manutenção quando algum equipamento médico quebra e a importância de priorizarmos a gestão dos dispositivos. Fique conosco e boa leitura!

Gestão de Equipamentos Médicos

O equipamento médico é essencial para qualquer instituição de saúde. Para garantir que ele seja seguro e eficaz, é necessário compreender a metodologia de gestão associada à sua manutenção. Portanto, uma abordagem do ciclo de vida para o gerenciamento deles pode ser identificada e explicada por meio de processos e aplicações.

Esses dispositivos desempenham uma função significativa no fornecimento de cuidados à saúde. Eles se distinguem em dispositivos simples e de menor tamanho, até dispositivos de maior complexidade e tamanho, como equipamentos de tomografia computadorizada.

Essa classificação é o resultado de diferenças nas tecnologias utilizadas e nas abordagens pretendidas. Por isso, é relevante que as organizações de saúde administrem seus ativos para controlar seus gastos, bem como certificar a qualidade do serviço ofertado aos pacientes.

O gerenciamento dos dispositivos médicos acontece dentro de um contexto que vai dos recursos humanos especializados e materiais específicos para manutenção, até os aspectos organizacionais da instituição de saúde.

Esse controle possibilita uma ajuda para as organizações de saúde no que tange o desenvolvimento, monitoramento e gerenciamento de seus dispositivos para proporcionar o uso seguro, eficaz e econômico, e a manutenção deles. As organizações responsáveis devem revisar regularmente o gerenciamento dos dispositivos médicos para garantir um uso adequado de acordo com as informações do fabricante, mantido em uma condição segura e descartando devidamente o equipamento ao final de sua vida útil.

Causas comuns de falha de equipamento

As falhas nos equipamentos médicos acontecem e o impacto disso pode variar, gerando perdas mínimas ou problemas de grande escala, dependendo de fatores como custos de reparo, tempo total de inatividade, implicações de saúde e segurança, impacto na produção e entrega de serviços.

Existem vários motivos comuns pelos quais o equipamento pode quebrar. Entender por que ele pode estar falhando é a primeira linha de defesa contra as sérias consequências de um tempo de inatividade não planejado.

Vamos descrever as duas causas mais comuns de falha nos equipamentos médicos. Confira!

Uso inadequado

Um equipamento médico pode ser usado por inúmeras pessoas e isso talvez acarrete um impacto significativo nas condições gerais de sua operação.

Os operadores dos equipamentos normalmente recebem treinamento aprofundado sobre os procedimentos operacionais adequados, as soluções de problemas básicos e as melhores práticas para o uso seguro. No entanto, podem ocorrer situações nas quais um determinado operador precise trabalhar em uma máquina para a qual não foi treinado e a solução para esse problema é garantir que você tenha operadores treinados o suficiente para permitir flexibilidade e um plano de contingência para emergências de falta de pessoal.

Falha ao realizar a manutenção preventiva

A maioria dos equipamentos requer manutenção regular para um desempenho ideal, mas, muitas vezes, a manutenção preventiva é a primeira tarefa a ser executada quando você está com pouco pessoal e sobrecarregado.

A manutenção preventiva é uma função contínua que nunca deve ser deixada de lado. Cuidar do equipamento com ajustes regulares certamente estenderá a sua vida útil.

Além disso, esse tipo de vistoria pode identificar pequenos problemas com soluções baratas antes que se tornem grandes e dispendiosas avarias. Quando você usa estratégias eficazes de controle de estoque para garantir que você tenha as peças de reposição certas em estoque para as tarefas de manutenção mais comuns, o tempo de inatividade para manutenção de rotina e reparos será mínimo.

Dicas de manutenção e cuidados com equipamentos médicos

Não há como contornar o fato de que os equipamentos médicos são caros. Mesmo que você consiga encontrar equipamentos usados com cuidado, que estejam em boas condições e estejam atualizados o suficiente para beneficiar sua prática, provavelmente ainda gastará uma quantia significativa por eles. Dessa maneira, você quer ter a certeza de que ele vai durar o máximo possível.

Isso requer que você pratique os devidos cuidados e faça a manutenção regularmente, especialmente para o equipamento que você tende a usar no dia a dia. Ele precisa funcionar adequadamente para oferecer aos seus pacientes o melhor atendimento possível. Se ele quebrar, além de correr riscos no tratamento dos pacientes, ainda sofrerá um impacto na reputação do seu negócio.

Mesmo com manutenção e reparo adequados, você nem sempre pode controlar as falhas do equipamento, mas a sua melhor aposta para manter essas máquinas caras em boas condições de funcionamento é o cuidado contínuo.

Aqui estão algumas dicas de manutenção e cuidados para você começar.

Siga as orientações do fabricante

Os fabricantes fornecem não apenas instruções relacionadas ao uso adequado do equipamento, mas também à sua manutenção. Caso você precise executar diagnósticos e atualizações regulares, é sempre melhor seguir as orientações do fabricante. Isso dará a melhor oportunidade de garantir o funcionamento adequado e a longevidade do equipamento.

Compreenda as garantias

Embora o uso, os cuidados e a manutenção adequados ajudem a manter o equipamento funcionando corretamente por um bom tempo, ainda podem ocorrer problemas. Se isso acontecer, você precisa saber como funciona a garantia do equipamento para que possa receber algum tipo de compensação. Frequentemente, a falha em completar a manutenção recomendada pode anular essa garantia.

Faça a manutenção interna

Existem certas tarefas de manutenção e reparo para as quais sua equipe provavelmente não está qualificada a realizar. No entanto, você pode descobrir que você ou sua equipe de suporte interno podem lidar com algumas das tarefas básicas de manutenção.

Isso pode não apenas permitir alguma medida de resposta imediata caso o equipamento sofra problemas, reduzindo o tempo de inatividade, mas também pode ajudar a reduzir as despesas associadas aos custos de manutenção contínua do equipamento.

Você só precisa estar ciente do que você (ou sua equipe de suporte) é capaz de lidar para saber quando é necessário trazer ajuda profissional de fora.

O resultado final

Operadores treinados, uma programação de manutenção preventiva sólida e um foco na cultura de confiabilidade são seus ingressos para um futuro livre de falhas, ou pelo menos, com menos falhas.

Os equipamentos podem ser imprevisíveis, as pessoas cometem erros, as peças envelhecem e, às vezes, a manutenção preventiva é apenas o que falta em uma rotina já agitada.

Contudo, garantindo o treinamento adequado do operador, executando a manutenção preventiva ou baseada na condição no momento certo, trabalhando em prol de uma cultura geral melhor e levando em consideração a parceria com empresas especializadas na manutenção do equipamento médico quebrado, você terá uma chance muito maior de manter esses dispositivos funcionando em ótima forma.

Gostou das dicas e informações sobre a importância de realizar uma manutenção adequada do equipamento médico? Então, que tal entrar em contato conosco e conferir mais informações sobre manutenção de equipamento médico!

Você também pode gostar

Deixe um comentário