Cuidados ao escolher o equipamento da sua clínica: veja 5 dicas

Cuidados ao escolher o equipamento da sua clínica veja 5 dicas
6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Quando se trata de equipamento para clínica médica, não se pode perder de vista a qualidade. Isso porque qualquer falha pode colocar em risco a segurança do paciente, comprometer toda a rotina e gerar prejuízos para a instituição de saúde.

Nesse contexto, o gestor precisa levar em conta alguns fatores para fazer a melhor compra e, desse modo, oferecer um bom serviço aos pacientes. Mas o que considerar para garantir a aquisição do produto mais adequado?

Se você também tem essa dúvida, vai gostar de conferir o nosso post. Continue a leitura, veja a importância de ser cuidadoso na escolha dos equipamentos, os fatores que devem ser considerados, além dos diferenciais da Dimave nesse ramo!

Importância do cuidado ao escolher um equipamento médico

Em uma clínica ou hospital, o atendimento não pode ser interrompido por conta de falhas nos equipamentos e acessórios. Além disso, são itens que, na maioria das vezes, norteiam a conduta médica em relação ao tratamento prescrito ao paciente, por isso a qualidade deve vir em primeiro lugar.

Então, é impensável trabalhar com algum aparelho que tenha o risco de alterar o diagnóstico ou de provocar choques ou queimaduras.

Dessa forma, há uma série de pontos que devem ser observados na escolha de aparelhos médicos para que o gestor não tenha que lidar com contratempos.

Um erro muito comum, por exemplo, é se basear apenas no preço. São itens que envolvem tecnologias, o que acaba, inevitavelmente, elevando o valor. É, portanto, um mercado em que o barato certamente vai sair caro, pois, em pouco tempo, a clínica ou hospital vai enfrentar problemas por ter adquirido produtos de baixa qualidade e durabilidade inferior.

5 dicas para fazer a melhor escolha do equipamento para clínica médica

Quer saber quais fatores considerar para fazer a melhor compra? Confira nossas dicas abaixo!

1. Tempo de garantia

Para que você trabalhe tranquilo com o equipamento ou acessório, considere o tempo de garantia do fornecedor. Dessa maneira, caso ocorra algum erro ou o produto apresente defeito, você consegue uma assistência mais rápida e até sua reposição, se necessário.

Assim, as atividades da sua clínica ou hospital não sofrem paralisação, evitando aborrecimentos com os pacientes e reclamação dos profissionais.

2. Demandas do produto

Os aparelhos médicos apresentam particularidades, por isso é fundamental entender quais serão as demandas do equipamento. De quanto em quanto tempo devem ser feitas as manutenções? Há peças e componentes disponíveis, caso seja necessário fazer a reposição? O equipamento é fácil de ser operado? Quais cuidados é preciso ter em relação ao espaço onde ficará instalado?

É fundamental fazer essas e outras perguntas ao fornecedor para que você não tenha surpresas futuras com o produto, prejudicando a qualidade dos serviços da sua clínica.

3. Registro da Anvisa

Uma questão que deve ser a preocupação principal na hora de escolher equipamentos para a clínica médica é checar se o item tem o registro da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

É um controle que indica a segurança e eficácia do produto, ou seja, comprova que ele não traz riscos à saúde do paciente nem ao profissional que o manuseia. Mostra que ele foi submetido a testes de qualidade e que o fabricante seguiu as normas e legislações do setor.

Powered by Rock Convert

Assim, é importante reforçar que utilizar um equipamento para saúde que não tenha registro na Anvisa, ou seja, que está irregular, é considerado crime hediondo.

4. Relação custo-benefício

Um fator essencial que o gestor deve levar em conta é a relação custo-benefício. Muitas vezes, as pessoas insistem em comprar equipamentos ou acessórios médicos mais em conta, porém, quando aparece o primeiro problema, percebem o erro que cometeram.

Analisando essa situação, você vê que o gasto, no final das contas, foi maior, e o tempo perdido nesse processo também. Existem acessórios, por exemplo, que chegam a custar a metade do preço, mas não duram um mês. Com o intuito de economizar, o que você pode ter é muita dor de cabeça.

Dessa maneira, não considere somente o valor, mas sim a tecnologia envolvida, durabilidade, procedência e até a assistência no pós-venda da empresa fornecedora.

5. Credibilidade do fornecedor

Por fim, escolha um fornecedor de referência: verifique as marcas com as quais ele trabalha e suas certificações. Pesquise sobre o comprometimento com os prazos de entrega e a assistência oferecida principalmente no período da garantia.

Outra questão é verificar se a empresa trabalha com serviços de manutenção, como de calibragem e regulação, para que você garanta o bom funcionamento e até aumente a durabilidade dos seus equipamentos médicos.

Assim, você faz a compra mais tranquilo, porque sabe que tem um fornecedor de qualidade, caso surja qualquer imprevisto.

Diferenciais da Dimave

Na área de equipamentos para clínica médica, a Dimave trabalha como distribuidora autorizada, porque importa os itens. Dessa maneira, pode dar uma orientação completa ao gestor sobre a indicação de cada aparelho ou acessório para que ele faça a melhor compra.

Trabalha com equipamentos como cardioversores, desfibriladores e eletrocardiógrafos, além de uma série de acessórios, como os utilizados em monitores multiparamétricos.

Para clínicas e hospitais, a vantagem de fazer parceria com a empresa é que, no caso de acessórios, por exemplo, é possível obter o produto diretamente com o importador, permitindo, assim, que o gestor fique mais ciente sobre troca e garantia, otimizando a compra.

Além disso, a Dimave não deixa seus clientes na mão: dessa forma, trabalha com pronta-entrega para vários produtos, o que permite atender rapidamente a demanda de clínicas e hospitais.

Outra vantagem é que a empresa, além de ser referência na comercialização de produtos, também trabalha com serviços de manutenção, garantindo o bom funcionamento dos aparelhos. Oferece ainda o serviço de locação de equipamentos médicos.

Agora você já sabe quais fatores deve considerar para escolher um equipamento para clínica médica. Selecionar um bom fornecedor e, principalmente, não comprar considerando apenas o preço mais baixo são boas recomendações para que o gestor adquira produtos de qualidade.

Falando em aparelhos médicos, acompanhe este post e conheça mais sobre os desfibriladores!

Você também pode gostar

Deixe um comentário