4 dicas para fazer um bom gerenciamento de custos da sua clínica médica!

4 dicas para fazer um bom gerenciamento de custos da sua clínica médica!
3 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Se há um ponto que deixa muita gente com dor de cabeça é o gerenciamento de custos da clínica médica. No entanto, para entender se o negócio está caminhando bem e gerando retorno, é fundamental saber como fazer a gestão financeira.

Mas esqueça a história de que a administração dos recursos é algo complicado: basta ter planejamento e organização para controlar as entradas e as saídas, definir metas e também para se preparar diante de qualquer imprevisto.

Quer conhecer 4 dicas para lidar melhor com as finanças da sua clínica? Não perca nosso post!

1. Separe contas pessoais e profissionais

Por conta da rotina sempre corrida, muitos médicos e profissionais de saúde acabam misturando as finanças pessoais com as da clínica. Esse é um grande erro, porque você perde a noção de quais são os recursos do seu negócio, o que vai dificultar o momento de fazer o gerenciamento de custos da sua empresa.

O correto é ter duas contas bancárias: uma de pessoa física e outra de pessoa jurídica. Assim, você administra os recursos com transparência, evitando distorções sobre a realidade financeira da clínica médica.

2. Faça o fluxo de caixa

É imprescindível fazer o fluxo de caixa para ter um controle sobre as entradas e saídas que ocorrem na clínica médica. Com isso, você entende se as operações da empresa têm o retorno esperado.

Powered by Rock Convert

Para isso, realize um registro detalhado de receitas e despesas para que seja possível fazer uma análise diária, semanal e mensal. Nessa hora, a tecnologia é de grande ajuda: você pode utilizar planilhas ou, ainda, softwares específicos para finanças a fim de otimizar o processo e evitar erros.

3. Mantenha as despesas definidas e separadas por categoria

Ao fazer o fluxo de caixa, a dica é a criação de categorias para separar as despesas de acordo com o tipo. Desse modo, você tem uma visão mais detalhada do negócio e consegue compreender para onde o dinheiro de sua clínica está indo, além de entender quais são as épocas de maior e menor movimentação do negócio.

Assim, você pode identificar gastos desnecessários ou custos muito elevados e pensar em alternativas para reduzir essas despesas, como negociar valores com fornecedores.

4. Realize uma projeção de gastos e lucros

Quando se fala em um gerenciamento de custos eficiente, é preciso incluir também um planejamento dos próximos meses, para que seja possível fazer uma projeção de gastos e lucros.

Com isso, dá para pensar em melhorias na clínica, na compra de equipamentos médicos e até em estratégias de marketing para o negócio. A projeção também permite se programar (criar uma reserva) para imprevistos de modo a não desestabilizar o negócio e prejudicar o atendimento.

É possível realizar o gerenciamento de custos da sua clínica médica sem complicação. Basta ter disciplina para fazer todos os registros e as análises periódicas das receitas e despesas. Com esse controle, você consegue empreender com segurança e planejar investimentos para melhorar a qualidade dos seus serviços.

Gostou das nossas dicas para o crescimento da sua clínica? Confira outros posts como este: basta curtir a nossa página do Facebook!

Você também pode gostar

Deixe um comentário