Gerenciamento de Equipamentos Médicos

Gerenciamento de Equipamentos Médicos
4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Os equipamentos médicos desempenham um papel vital nos cuidados para a saúde; no entanto, quando não é usado corretamente, ele também pode causar danos.

Em muitos casos, podem ocorrer lesões em pacientes por causa de suposições sobre quem pode usar, calibrar, modificar ou reparar os equipamentos médicos.

As lesões também podem surgir por lacunas de treinamento, que não abordam o teste pré-uso, manutenção preventiva, relatórios de avarias (e relatórios de incidentes) e procedimentos de reparação.

Um compromisso com a segurança é um elemento essencial de qualquer processo relacionado ao uso de equipamentos médicos, seja ele comprado, alugado ou emprestado.

No intuito de elucidar alguns pontos sobre o gerenciamento de equipamentos médicos, vamos escrever vários artigos, que abordaremos:

Objetivos

Os objetivos deste artigo será:

– Analisar as considerações de due diligence para selecionar e comprar os equipamentos médicos;

– Definir os principais aspectos de um programa de gerenciamento de equipamentos e oferecer estratégias de risco;

– Discutir os componentes necessários de um procedimento de respostas a incidentes bem definido;

– Oferecer orientação relacionada à resposta a recalls de equipamentos e documentar informações essenciais sobre os equipamentos médicos;

Seleção de Equipamentos e Compra

A seleção de equipamentos médicos não deve ser baseada em apressada ou insuficiente tomada de decisão. Cada organização de saúde deve formalmente estabelecer uma equipe que seja responsável por pesquisar e recomendar os equipamentos médicos.

Uma vez feitas as recomendações, o equipamento em perspectiva deve ser cuidadosamente revisado em um esforço colaborativo de todos os usuários finais – especialmente se for usado em diagnósticos, tratamento ou atendimento de pacientes. Neste processo de compra poderão ser incluídas:

• Uma revisão de literatura;

Powered by Rock Convert

• Consulta com especialistas;

• Considerar a contratação de uma empresa de engenharia biomédica para prestação deste serviço;

• Solicitações de dados e resultados de pesquisas de ensaios clínicos;

• Discussões com outros profissionais da saúde que usam o mesmo equipamento;

• Uma revisão da história e da situação fiscal dos potenciais fornecedores;

O processo de seleção

O processo de seleção de equipamentos médicos também deve incluir uma avaliação formal dos riscos e benefícios previstos que são associados ao equipamento. Por exemplo, podemos considerar as seguintes questões:

• O uso do equipamento é compatível com a sua organização de saúde, políticas e procedimentos de missão e ética?

• O equipamento ou a nova tecnologia irá reduzir riscos de lesões aos pacientes ou membros da equipe que irão usá-lo (por exemplo, exposição a níveis mais baixos de radiação, látex ou mercúrio)?

• Irá trazer benefícios para a saúde e/ou economia de tempo para pacientes, profissionais de saúde e a equipe envolvida?

• Pressões externas de mercado estão influenciando na decisão de comprar novos equipamentos (por exemplo, “nossa concorrência oferece” ou “não queremos” ficar para trás ”)?

• O novo equipamento exige suprimentos ou materiais adicionais para ser usados? Em caso afirmativo, quais são a disponibilidade e os custos desses itens?

• O suporte do fornecedor ou outro suporte técnico para manutenção está facilmente disponíveis?

As respostas a estas perguntas e as razões para comprar o equipamento devem ser documentadas e salvas para referências futuras.

E então, o exposto neste artigo o auxiliou de alguma forma? Nos próximos iremos tratar sobre a gestão dos equipamentos médicos.

Você também pode gostar

Deixe um comentário