5 motivos para fazer manutenção preditiva de equipamentos

5 motivos para fazer manutenção preditiva de equipamentos
6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

O bom funcionamento dos equipamentos médicos é essencial para que os pacientes consigam ter um diagnóstico preciso e rápido. São itens que auxiliam no atendimento realizado por clínicas e hospitais, sendo fundamentais na assistência.

Para que os aparelhos consigam ser usados de maneira adequada e com segurança, é necessário estar atento à manutenção deles.

Nesse sentido, a manutenção preditiva de equipamentos está associada à antecipação de eventuais problemas que podem ocorrer. Dessa forma, é feita a troca de componentes e peças com o objetivo de prolongar a vida útil do aparelho. Assim, o risco de paradas não programadas diminui e é possível manter a eficácia durante o atendimento prestado ao público.

Selecionamos 5 motivos para você fazer a manutenção preditiva e garantir a qualidade e a eficiência em sua clínica. Acompanhe o post!

1. Menos risco de ficar sem o equipamento

A manutenção preditiva atua em peças que são consideradas críticas, isto é, com potencial de dano devido ao uso frequente. Logo, o fabricante indica os itens que precisam ser analisados com mais atenção e, a partir disso, a clínica realiza a manutenção após determinadas horas de utilização.

Fazer um cronograma levando em conta quando é recomendado fazer a troca de cada peça é importante para evitar paradas repentinas. Em alguns casos, o equipamento, por falta de manutenção, para em meio a um atendimento ou em meio ao monitoramento do paciente, o que costuma interferir na qualidade do serviço e na credibilidade da clínica.

Caso o item estrague, o local corre o risco de ficar sem o equipamento e, por causa disso, terá que reduzir a demanda ou cancelar atendimentos já agendados.

Para o público, é uma situação negativa buscar os serviços da clínica que não tem o equipamento disponível para uso ou tem uma quantidade abaixo do necessário.

Entretanto, com a manutenção preditiva, é possível programar com tempo a troca dos componentes e optar por horários ou dias em que o equipamento não será usado para não prejudicar a rotina da clínica.

2. Economia de dinheiro

Os custos também são mais altos caso a manutenção preditiva não faça parte da rotina da clínica. Isso acontece porque os valores desembolsados após a parada de um equipamento são inesperados e afetam, de forma direta, o funcionamento do espaço.

Por exemplo, se um equipamento que é utilizado todos os dias no atendimento aos pacientes para de maneira repentina, certamente, causará prejuízos na clínica, pois toda a rotina deverá ser modificada, alinhando a demanda de pacientes à realidade. Assim, o faturamento também diminui e afeta outras áreas do local, sendo um custo não planejado.

3. Durabilidade do equipamento aumenta

O uso frequente do equipamento sem a devida manutenção diminui de forma significativa o tempo útil dele. Ou seja, a clínica o usará por menos tempo com eficiência e segurança. Logo, a manutenção preditiva é recomendada para que os procedimentos sejam realizados com qualidade e para que o aparelho seja preservado.

É mais fácil evitar falhas durante exames e a inatividade do item quando é feito o monitoramento constantemente. A prevenção de problemas minimiza as chances de ter que realizar uma manutenção corretiva, quando o equipamento já apresenta um dano e, com isso, a clínica fica sem o item e, ainda, terá gastos inesperados.

Portanto, a conservação do equipamento e o acompanhamento periódico sobre o desempenho dele são essenciais para garantir a durabilidade. Com a troca de peças após determinadas horas de uso, você mantém a eficiência e a qualidade no atendimento e não corre o risco de danificar o item, o que evita gastos maiores com a compra de um novo ou com o conserto.

4. Satisfação dos pacientes

O funcionamento inadequado de um equipamento pode gerar muitos prejuízos para uma clínica ou hospital. Afinal, os pacientes esperam ser atendidos com qualidade e por meio de itens que sejam precisos no resultado. Dessa maneira, a parada de um aparelho em meio a um procedimento pode criar uma impressão negativa no público e, até mesmo, afetar a credibilidade que a instituição transmite.

Além disso, um equipamento que não funciona corretamente coloca em risco a saúde dos pacientes e profissionais que atuam na clínica. Quando isso acontece, a pessoa que está sendo submetida a um procedimento fica frustrada e cria dúvidas em relação à confiabilidade do serviço oferecido.

Para evitar que esse tipo de situação ocorra, é essencial zelar pela manutenção dos equipamentos por meio de um cronograma, evitando que paradas ou falhas aconteçam.

Outro ponto que também pode gerar frustração com pacientes é a falta de equipamento devido a falhas ou paradas. Se a clínica não faz manutenção preditiva, há o risco de ficar sem o item em algum momento, já que será necessário consertá-lo ou comprar um novo, caso não esteja funcionando.

Isso afeta o atendimento aos pacientes e a demanda de procedimentos que já estavam agendados, frustrando aqueles pacientes que precisam esperar pelo serviço.

5. Produtividade dos funcionários

Ao fazer a manutenção preditiva, o número de falhas e interrupções devido à problemas com os equipamentos diminui. As chances de um aparelho parar ou apresentar algum dano são menores se ele, periodicamente, for analisado por profissionais que verificam o desempenho.

Isso também impacta o ambiente de trabalho para os colaboradores da clínica, que diariamente utilizam os equipamentos. Logo, a produtividade aumenta e nenhuma interferência ou pausa precisam ser feitas por causa de itens danificados.

Então, a clínica consegue atingir um ritmo melhor em todos os setores, inclusive no atendimento direto aos pacientes, o que é positivo para os lucros e, também, para a imagem da instituição.

Como visto, a manutenção preditiva de equipamentos tem um papel fundamental na eficácia dos procedimentos e ajuda a aumentar a durabilidade dos itens usados na clínica.

A manutenção preditiva de equipamentos também contribui para a economia, pois diminui gastos inesperados no orçamento da instituição. Além disso, ao implementar esse tipo de manutenção, você garantirá a qualidade em serviços prestados e a excelência na assistência fornecida aos pacientes. Dessa maneira, adotar um cronograma em sua clínica é importante para ofertar procedimentos mais seguros e com resultados precisos.

Entre em contato com a gente e saiba como atuamos em parceria com clinicas ao realizar manutenções preditivas!

Você também pode gostar

Deixe um comentário