Qual a importância de um desfibrilador DEA?

Qual a importância de um desfibrilador DEA
6 minutos para ler
Powered by Rock Convert

O número de vítimas fatais no Brasil em decorrência de doenças cardiovasculares é de cerca de 300 mil por ano, segundo uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde.

Por isso, é cada vez mais importante adotar algumas medidas práticas e equipamentos para prevenir que essas fatalidades ocorram. Nesse sentido, o desfibrilador DEA (Desfibrilador Externo Automático) ajuda no atendimento imediato daqueles que enfrentam uma parada cardíaca ou arritmia.

Esse equipamento é fundamental na hora de prestar assistência rápida. Seu uso é fácil e ele pode ser instalado em ambientes com grande circulação de pessoas.

Se você quer saber qual a importância do desfibrilador DEA e como ele pode ser adquirido, continue a leitura deste post e conheça mais sobre o assunto. Confira!

Veja também:

– Desfibriladores Externo Automático DEA, você sabe o que é?

– Desfibrilador: O que faz este equipamento?

– Conheça os principais tipos de desfibrilador existentes

– Desfibrilador cardíaco: confira onde é obrigatório tê-lo

O que é um desfibrilador DEA?

O DEA (Desfibrilador Externo Automático) tem como principal objetivo desfibrilar o coração, isto é, fazer o ritmo cardíaco voltar ao normal. É um equipamento que pode ser utilizado até mesmo por leigos e que não sejam profissionais da área da saúde.

Em situações emergenciais, em que é esperada a chegada do SAMU, por exemplo, o DEA tem grande importância e pode salvar vidas que dependem de ajuda imediata.

Por isso, ele é indicado para locais em que há uma grande circulação de pessoas, como clubes, shoppings e outros lugares. Dessa forma, se ocorrer alguma situação em que seja necessário o uso de um desfibrilador, o primeiro atendimento será feito com rapidez e sem complicações.

Os desfibriladores DEA são seguros e contam com comando de voz, que direciona a pessoa que está realizando a desfibrilação em todas as etapas do procedimento. Então, o aparelho fornecerá todas as instruções, de maneira automatizada, simplificando o uso.

Qual é a importância do desfibrilador DEA?

Como vimos, ter um primeiro atendimento rápido faz toda a diferença. Para quem está com uma parada cardíaca, quanto mais rápido for realizada a desfibrilação, melhor. Afinal, o tempo nesses casos é fundamental para a sobrevivência.

Em grande parte dos casos de óbito por parada cardíaca, a vítima já está sem vida quando o serviço de atendimento ou resgate chega até o local. No entanto, é possível reverter o quadro da pessoa que está com o problema se a assistência for feita rapidamente, então, contar com o equipamento pode salvar vidas.

Powered by Rock Convert

Nesse contexto, vários estados e municípios brasileiros aprovaram a regulamentação que indica a obrigatoriedade desse recurso em espaços, como centros esportivos.

Esse equipamento tem uso obrigatório em clínicas e hospitais?

Diante da importância do desfibrilador para a sobrevivência do paciente, é necessário que o equipamento esteja disponível para uso em alguns locais.

Várias legislações, estipulam que em lugares com uma circulação de pessoas acima de 1.000 pessoas todos os dias é preciso ter um DEA instalado. No entanto, o número pode ser alterado, já que alguns estados e regiões do país definem parâmetros locais e específicos.

Mas, afinal, em clínicas e hospitais, o uso do DEA é obrigatório? De modo geral, a lei define que espaços e estabelecimentos com um grande número de pessoas tenha um DEA instalado. Por ser um equipamento de fácil uso e com comando de voz, ele não precisa ser manuseado somente por profissionais para a realização de um atendimento rápido e emergencial.

Em hospitais e clínicas, é obrigatório o uso de outros modelos de desfibriladores. No entanto, o DEA (Desfibrilador Externo Automático), é um equipamento que pode estar perfeitamente presente em veículos que realizam atendimento, como o SAMU, viaturas de resgate, policiais e bombeiros.

Onde comprar um desfibrilador DEA?

Se você deseja adquirir um desfibrilador DEA, alguns fatores importantes devem ser observados antes da aquisição. Selecionamos três pontos fundamentais para serem analisados. Conheça.

Eficiência

Em um momento emergencial, em que há uma pessoa com risco de morte, é preciso ter à disposição um equipamento eficiente. Por isso, fique de olho se o produto comprado está de acordo com suas funções, ou seja, se ele funciona corretamente e auxilia nos procedimentos de maneira benéfica.

Além disso, é preciso avaliar a agilidade do desfibrilador DEA para compreender se ele cumprirá o objetivo dentro do período estimado.

Segurança

Outro item que é importante analisar ao comprar o equipamento é a segurança, tanto na precisão dos procedimentos como até mesmo para os pacientes. É um produto que está diretamente relacionado a situações emergenciais e que ajuda na sobrevivência de uma pessoa.

Verifique se todas as opções são seguras, como os choques, os botões e assim por diante. Conhecer todas essas informações na hora da compra evita problemas no futuro que poderiam prejudicar a saúde da pessoa que está com uma parada cardíaca ou arritmia.

Custo/benefício

Na hora de comprar um produto ou serviço é essencial entender a relação entre custo e benefício daquilo que estamos adquirindo. Quando o assunto é equipamento médico, isso também é importante porque o item precisa estar alinhado ao orçamento sem prejuízo da qualidade.

Então, quando adquirir um desfibrilador DEA, leve em conta a marca e a empresa que está fechando o negócio, se ela é reconhecida no mercado ou não, já que isso ajuda a entender se os produtos ofertados valem a pena. Considere os diferenciais, os benefícios, o preços dos consumíveis, principalmente os eletrodos de desfibrilação e todos os demais aspectos que são relevantes em um desfibrilador.

Assim, você conseguirá saber quais são as melhores opções e modelos disponíveis no mercado, analisando aspectos que são indispensáveis nesse equipamento durante um procedimento de emergência.

O uso de defibrilador DEA é importante para aqueles locais que contam com uma aglomeração de pessoas, sendo que, em casos de emergência, é possível fazer um atendimento eficiente e rápido. A utilização desse equipamento é intuitiva e, com os comandos de voz, todos os procedimentos são realizados por leigos, que tenham sido treinados e instruídos para manusear essa ferramenta.

Por isso, é importante que os gestores de estádios, shoppings, entre outros, certifiquem-se de que a instalação do desfibrilador DEA tenha sido efetuada. Assim, o estabelecimento poderá fornecer a assistência adequada para aqueles que necessitam, de maneira ágil e segura.

Gostou deste post? Então, que tal também entender melhor o que faz um desfibrilador?

Você também pode gostar

Deixe um comentário