Radiografia Digital, o seu Funcionamento e vantagens!

Radiografia Digital, o seu Funcionamento e vantagens!
7 minutos para ler
Powered by Rock Convert

A radiografia é um processo voltado para o diagnóstico criado em 1895 pelo alemão Wilhelm Conrad Röntgen, cuja finalidade é produzir imagens para apoio ao diagnóstico de inúmeros problemas de natureza diversa.

O raio-X é uma espécie de radiação. São ondas eletromagnéticas cerca de um milhão de vezes menores que 1 milímetro. A experiência definitiva para o seu surgimento como poderosa ferramenta de diagnóstico na medicina ocorreu quando fez com que a radiação, durante 15 minutos, atravessasse a mão de sua esposa, posta ante uma chapa fotográfica. Ao revelar a chapa, era possível observar os contornos dos ossos.

O fato foi noticiado com destaque pela imprensa. Para a medicina, sua descoberta significou a possibilidade de pela primeira vez poder observar o interior do corpo humano sem qualquer intervenção invasiva. Estava, então, aberto o caminho para a realização de exames de imagem e o desenvolvimento de novas tecnologias.

A Radiografia

Num primeiro momento, as imagens eram registradas em uma placa de vidro. O desenvolvimento dessa ferramenta foi a substituição da chapa de vidro por um filme, que é o processo adotado até hoje.

A mesma tecnologia que originou a radiografia foi a base para o desenvolvimento de novas formas de diagnóstico, como a ressonância magnética, a ultrassonografia e a medicina nuclear.

Apesar disso, as estimativas dão conta de que praticamente 50% dos diagnósticos por imagem pedidos pelos profissionais de saúde ainda são radiografias.

A nova evolução é a radiografia digital, que, mais que simplesmente significar um avanço, como veremos mais à frente, promete uma verdadeira revolução nos processos relacionados a diagnóstico e emissão de laudos.

Com impacto funcional, financeiro, administrativo e, principalmente, na esfera mais importante: a qualificação do atendimento médico.

Radiografia Tradicional

Como mencionamos, o registro das imagens evoluiu da chapa de vidro para o filme. Apesar da evolução no processamento das imagens, o raio-X continuou o mesmo.

De forma genérica, o equipamento consiste em um tubo de raios-X, que pode estar suspenso sobre a mesa onde se encontra deitado o paciente ou sustentado sobre um painel vertical, método através do qual o paciente se coloca entre a fonte de raio-X e o painel. Acionado o equipamento, os raios-X são emitidos para a produção das imagens.

Finalidade e vantagens da Radiografia

A radiografia, dentro da perspectiva do diagnóstico em medicina, é utilizada em várias situações. Nos ossos, a radiografia serve para apontar fraturas, distúrbios de postura e crescimento, entre outros diagnósticos.

Através da radiografia é possível diagnosticar patologias em diversos órgãos, como pulmões e coração, além do que permite localizar objetos invasivos, como projéteis e lâminas. Serve, também, à odontologia, ajudando no descobrimento de infecções e fraturas no interior e nas raízes dos dentes.

Além do uso na medicina, o raio-x é aplicado pela indústria, pela engenharia e outras atividade profissionais e econômicas.

Corretamente aplicada, a radiografia não possui efeitos colaterais, haja vista o conhecimento adquirido dos níveis de radiação não nocivos. Atualmente, a radiação é baixa, não deixando resíduos no organismo.

Além de ser uma intervenção barata, se comparada a outros métodos, como a ressonância magnética e a tomografia, oferece com rapidez o material para análise médica.

Radiografia Digital

A Radiografia Digital representa uma evolução no processo de captura, tratamento e armazenamento de imagem.

As imagens são capturadas digitalmente, armazenadas no computador e podem ser analisadas na tela do equipamento. A captura se dá através de dois processos, o CR e o DR.

No CR as imagens são capturadas através da radiografia computadorizada, através da qual as imagens são digitalizadas em placas de fósforo.

Powered by Rock Convert

No método DR, Digital Direto, as imagens são capturadas através de um painel detector digital, que gera a imagem imediatamente na tela.

O sistema é composto de um sensor, que é conectado por cabo ao computador, através do qual as imagens são capturadas e geradas com extrema rapidez e qualidade.

Algumas das vantagens que vêm fazendo com que a radiografia digital se popularize e seja cada vez mais solicitada estão relacionadas ao custo financeiro direto.

O processo digital elimina os processos químicos, que, além de reduzir os custos, reduzem o impacto ambiental.

Através do método digital, elimina-se a necessidade dos filmes e desperdício de material, que ocorre quando o material não é satisfatório, o que implica, também, em ganho de tempo e otimização, inclusive, de espaço físico.

A viabilidade

O que se questiona quanto à utilização das tecnologias digitais é a questão do custo direto, basicamente no que diz respeito ao investimento em equipamentos confrontado com o retorno direto, que é um cálculo complicado e que requer profissionais especializados em gestão e otimização de processos.

Não obstante, é um debate que tende a ficar ultrapassado na medida em que a radiografia digital se insira num contexto de ganhos que ultrapassem o retorno direto sobre o investimento e contemple os benefícios indiretos, que não deixam de ter o fator econômico e financeiro em seu núcleo de benefícios.

Primeiramente, não se pode conceber uma estratégia empresarial sem que o cliente no centro das políticas. Como em qualquer segmento econômico, na medicina o cliente tem a opção de escolha e abandono. O primeiro aspecto a ser abordado é quais os benefícios que a radiografia digital traz para os pacientes.

O processo digital, por ser mais ágil, faz com que o paciente fique menos tempo submetido ao ambiente hospitalar.

Além disso, as imagens são transmitidas online para o médico, evitando o deslocamento do paciente do laboratório para o consultório ou para a clínica e outros deslocamentos relacionados ao processo para fazer com que a imagem chegue ao médico.

É neste momento que entra a Telemedicina, a disciplina que explica melhor a razão e os benefícios da radiografia digital.

A Telemedicina como fator de viabilidade

A telemedicina é o processo através do qual são integradas tecnologia da informação, tecnologia de telecomunicação e tecnologia digital orientada para diagnóstico.

A tecnologia digital, na telemedicina, não é tratada como um processo estanque, mas parte de um sistema integrado que permite a redução dos custos, a aceleração do diagnóstico, o conforto e a satisfação do paciente.

Isso acontece porque as imagens armazenadas no sistema podem ser encaminhadas para o uma plataforma médica, onde o radiologista logado no sistema faz a análise.

Em qualquer dos casos, o laudo médico pode ser concluído com rapidez, em questão de minutos, e estar disponível a todos os interessados logados no sistema. Além de poder constar no prontuário eletrônico, acompanhado, inclusive, das imagens.

Outro aspecto interessante é que vários especialistas podem compartilhar as mesmas imagens simultaneamente, trocando impressões e qualificando o diagnóstico.

É fácil compreender por qual razão a adesão à tecnologia deve ser encarada como um diferencial competitivo e até mesmo um fator de sobrevivência, inclusive remodelando os processos operacionais dentro do ambiente médico.

Saiba mais sobre a Radiografia Digital.

Você também pode gostar

Deixe um comentário