Sistema PACS: vale a pena usar? Entenda!

Sistema PACS vale a pena usar Entenda
4 minutos para ler
Powered by Rock Convert

Tudo que possa facilitar o dia a dia de um hospital ou clínica médica é sempre bem-vindo. Mas será que o sistema PACS entra nessa lista? Se você ainda não conhece muito dessa tecnologia, saiba que a sigla significa Picturing Archiving Comunication System. Ou sistema de armazenamento e comunicação de imagens, em tradução livre. Trata-se de um software que contribui para a organização de resultados de exames.

E é sobre como esse sistema funciona e se vale a pena usá-lo que vamos conversar hoje. Confira!

Entenda como funciona o sistema PACS

Presente em muitas instituições, o sistema PACS funciona de duas formas diferentes. No primeiro modelo, há o gerenciamento de imagens médicas e seu armazenamento a partir de servidores locais. Nesse caso, é necessária uma conexão entre os setores para que laudos e exames sejam acessados.

A forma mais comum de utilização do sistema, porém, envolve o armazenamento das imagens médicas em nuvem. Dessa maneira, qualquer dispositivo com acesso à internet pode consultar as imagens, facilitando o diagnóstico especializado.

Confira quais são as vantagens desse sistema

Além da praticidade, o sistema PACS oferece outras vantagens importantes. No entanto, antes de falar sobre elas, é preciso ter em mente que sua implementação demanda investimento tanto no software em si quanto em treinamento. Para ser realmente efetivo no ambiente de trabalho, é preciso que a equipe saiba como utilizar o sistema.

Dito isso, confira os principais benefícios!

Powered by Rock Convert

Mobilidade de dados

Quando armazenados em nuvem, dados de exames de imagem podem ser acessados de qualquer plataforma. Um médico, por exemplo, pode inclusive olhar em seu celular. E o mesmo vale para o paciente, que terá acesso mais fácil a seus resultados. As barreiras físicas ficam em segundo plano, abrindo a possibilidade até mesmo de emissão de laudos a distância.

Redução de perdas de exames e laudos

Mesmo a unidade mais organizada de todas conta com riscos de perda de exames. Infelizmente, erros humanos são difíceis de prever e fazem parte de uma gestão não automatizada. Contudo, com a inclusão de dados no sistema PACS, desde a geração das imagens até o laudo, tudo fica registrado online, sem riscos.

Ganho de produtividade

Com diferentes funcionalidades, esse tipo de software contribui para a padronização de processos internos. A consequência direta é um aumento da produtividade. Isso porque é possível diminuir muitas variáveis e manter a coleta de imagens, a emissão de laudos e o diagnóstico caminhando juntos.

Otimização de diagnóstico

Apenas ao excluir a necessidade de imprimir laudos ou exames, toda clínica já sai na frente. No entanto, há vantagens, inclusive, para a determinação do diagnóstico. Como o próprio especialista pode avaliar as imagens de forma rápida, acaba tendo mais independência e rapidez ao determinar o tratamento. Além disso, a segurança das informações é outro ponto essencial. Não há risco de vazamento ou de equívocos quando o sistema é utilizado de forma adequada.

Convém mencionar também que o sistema PACS se tornou ainda mais indispensável em 2020. Com a popularização da telemedicina, motivada pela pandemia do novo coronavírus, o software virou um importante aliado dos atendimentos. Priorizando o distanciamento social, muitos profissionais têm conseguido tratar pacientes com a mesma qualidade, porém, com uma proximidade diferente.

Em resumo, como você pôde perceber, se bem implementado, o sistema PACS é um importante aliado para tratamentos e diagnósticos médicos. Trata-se, então, de uma forma de integração ainda mais essencial nos tempos atuais.

Conseguiu entender melhor sobre o assunto? Então, aproveite para seguir o nosso Facebook, o Instagram, o LinkedIn, o YouTube e o Twitter e acompanhar todos os nossos conteúdos mais importantes!

Você também pode gostar

Deixe um comentário